dezembro 04, 2009

De volta a este meu banco de jardim

Pois é... após uma fuga prolongada eis-me de regresso a este meu banco de jardim, felizmente os jornais ainda cá estão!

E para iniciar mais esta minha estadia, nada melhor o que começar por vos falar de um libertário Algarvio, falo-lhes de Julio Carrapato, nascido em Faro a 19 Julho de 1947. Autor de várias publicações, tais como Zagala (1964), História de um Clã (1965),Tempo de Alquimia (1966). Não fica por aqui.
Em 1978 abre uma livraria em Faro e funda as Edições Sotavento, tendo a mesma publicado Resposta de um anarquista aos ultimos moicanos do marxismo e do leninismo, assim como aos inumeros pintainhos da democracia(1991), Os Descobrimentos Portugueses e espanhóis ou a outra versão de uma história mal contada(1992) - por sinal um dos meus preferidos- e Uma história de figurões e figurantes:«de caras», com Álvaro Cunhal, José Eduardo Moniz e alguns mais ...(1993).
Anos após a participação activa na "Revolução Francesa de 1968", conclui a licenciatura em Ciências Políticas e Socialogia na Universidade de Paris.
Entre as muitas obras editadas, às quais mais tarde farei referência, destaco as Crónicas de escárnio e boa disposição surgido a propósito de um convite para colaborar na Revista Algarve Mais.

Resposta deste ilustre libertário à dita revista:

" Quer esta carta informal significar que aceito colaborar regularmente na sua revista, desde que os meus artigos de opinião mensais não sejam submetidos a qualquer tipo de censura e gozem de total liberdade temática - condições que, aliás, foi o senhor Director o primeiro a formular, antecipando-se com toda a espontaneidade a qualquer exigência ou desejo mais libertário. E compreende-se. Não estamos à face da Terra para sofrer ou manejar a escova da graxa. Muito pelo contário e parafraseando o Sain-Just dos tempos da Revolução Francesa, estamos aqui para tentar demonstrar que a felecidade é possivel neste mundo."
Algarve Mais

3 comentários:

Isabel-F. disse...

Olá Vagabundo ...

bem vindo de regresso a este "belo" lugar onde vivemos ...
foi com espanto e prazer que vi a tua mensagem ...

um bom artigo este, para marcar o teu regresso ...

bjs

Mocho Falante disse...

ora viva.... pois fico bem contente por perceber que afinal temos-te de volta

aquele abraço

Isis disse...

Gostei de ler.
Tema interessante, parabens!